Arquivo da categoria ‘Como se tornar membro de uma ceita maligna!’

Membro maligno!

Membro maligno!

1. Escolha uma fé e fique com ela. Diletantismo é a marca de um amador.

2. Familiarize-se com as especificações para vítimas de sacrifícios, e assegure que substitutos inaceitáveis não sejam introduzidos inesperadamente na cerimônia. Se a pena por trabalho fora dos padrões é a morte e/ou mutilação, considere trabalhar para uma divindade mais tolerante a erros.

3. Evite embaraçamento desnecessário. Pratique a pronunciação correta do nome de sua divindade na privacidade de seu quarto antes de entoá-lo em público. Colas geralmente são úteis.

4. Antes de aceitar engravidar de um ser sobrenatural, investigue a taxa de sobrevivência das mulheres que passaram pelo mesmo processo.

5. Nunca invoque nada maior que sua cabeça.

6. Evite divindades cujos seguidores são todos jovens; tais grupos religiosos geralmente utilizam um desagradável processo de eliminação.

7. Evite toda joia cabalística com mais de cinco quilos de peso–isso atrai atenção inoportuna de turistas, policiais, várias criaturas sobrenaturais, e pode ser muito perigoso durante tempestades. Seu barulho também tende a avisar o herói de sua aproximação.

8. Velas de citronela não devem ser usadas em rituais. Velas em tons pastéis na forma de bichinhos bonitinhos são como luz direta para as Forças das Trevas.

9. Se o espírito contatado durante uma sessão começa a oferecer conselhos financeiros, você está lidando com um charlatão, e não um médium genuíno.

10. Sempre tenha seu kit com você: velas, giz, incenso, faca de prata, corda, revólver, alho, placa amarela, preço da passagem, e alguns trocados.

11. Luz fluorescente é irritante para a maioria das criaturas do submundo.

12. Se a multidão negra ficar descontrolada, fique longe do padre maligno. Demônios enfurecidos sempre vão atrás dos pomposos.

13. Seguidores com problemas de fala devem ser livrados de falar algo em qualquer cerimônia. A pronunciação errada do nome da divindade pode ter efeitos catastróficos.

14. Antecipe-se selecionando roupas cerimoniais que sejam fáceis de correr usando-as enquanto permitem amplo ocultamento.

15. Se o local do ritual tem algum pó estranho espalhado em volta que não estava lá da última vez, adie todas as cerimônias até que o local seja verificado.

16. Quando um artefato religioso começar a emitir luz, FECHE SEUS OLHOS! Milhares de seguidores poderiam ser salvos todo ano se seguissem essa simples dica.

17. Ao mutilar gado, evite os bois que possuem testículos.

18. Durante rituais de sacrifício, levar um pouco pra casa é geralmente considerado falta de educação.

19. Exames sanguíneos são exigidos para todas vítimas de sacrifício antes do ritual. Os efeitos de uma oferenda HIV+ na divindade maligna jamais foi testemunhado por alguém vivo, ou mesmo intacto.

20. Contrário ao senso-comum, drogas e invocações não se misturam. Quando o ritual foge ao controle, é vitalmente necessário saber discernir entre a monstruosidade a se encher de balas de prata e a monstruosidade que vai sumir depois de algumas horas, algum complexo B, e um bom banho quente.

21. Nunca jogue Strip-Tarô.

22. Piedade e fé são coisas poderosas, e poucas forças na natureza podem desafiar alguém verdadeiro em sua fé, seu deus/deusa, e o acordo feito em troa da alma. Porém, é também verdade que deuses tendem a ficar ao lado da artilharia mais pesada, então esteja preparado para trocar de lado ao cair de um chapéu.

23. Para as situações onde um sacrifício vivo e fresco não esteja disponível, os demônios mais inferiores podem ser enganados colocando uma ex-vítima congelada no micro-ondas e espertamente balançando-a. Porém, uma vítima falsa esculpida com SPAM não serve.

24. Em vez de escolher vítimas humanas que são jovens, virgens e inocentes (e tendem a ser a namorada do herói), veja se pode substituí-las por assassinos, advogados, e outras pessoas que não farão falta.