Arquivo da categoria ‘OUTROS AUTORES’

Rotina

Publicado: 15 de outubro de 2009 por kelldexholland em Poema a rotina
Tags:,
A rotina da pele...

A rotina da pele...

A idéia é a rotina do papel.
O céu é a rotina do edifício.
O inicio é a rotina do final.
A escolha é a rotina do gosto.
A rotina do espelho é o oposto.
A rotina do jornal é o fato.
A celebridade é a rotina do boato.
A rotina da mão é o toque.
A rotina da garganta é o rock.
O coração é a rotina da batida
A rotina do equilíbrio é a medida
O vento é a rotina do assobio.
A rotina da pele é o arrepio.
A rotina do perfume é a lembrança.
O pé é a rotina da dança.
Julieta é a rotina do queijo.
A rotina da boca é o desejo.
A rotina do caminho é a direção.
A rotina do destino é a certeza.
Toda rotina tem sua beleza.
Descubra a sua…

Não deixe o amor passar

Publicado: 15 de outubro de 2009 por kelldexholland em Não deixe o amor passar
Tags:,

S2

S2

Não deixe o amor passar  (Carlos Drummond de Andrade)

“Quando encontrar alguém e esse alguém fizer
seu coração parar de funcionar por alguns segundos,
preste atenção: pode ser a pessoa
mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento,
houver o mesmo brilho intenso entre eles,
fique alerta: pode ser a pessoa que você está
esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo
for apaixonante, e os olhos se encherem
d’água neste momento, perceba:
existe algo mágico entre vocês.

Se o 1º e o último pensamento do seu dia
for essa pessoa, se a vontade de ficar
juntos chegar a apertar o coração, agradeça:
Algo do céu te mandou
um presente divino : O AMOR.

Se um dia tiverem que pedir perdão um
ao outro por algum motivo e, em troca,
receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos
e os gestos valerem mais que mil palavras,
entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste,
se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa
sofrer o seu sofrimento, chorar as suas
lágrimas e enxugá-las com ternura, que
coisa maravilhosa: você poderá contar
com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir
o cheiro da pessoa como
se ela estivesse ali do seu lado…

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda,
mesmo ela estando de pijamas velhos,
chinelos de dedo e cabelos emaranhados…
Se você não consegue trabalhar direito o dia todo,
ansioso pelo encontro que está marcado para a noite…

Se você não consegue imaginar, de maneira
nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado…

Se você tiver a certeza que vai ver a outra
envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção
que vai continuar sendo louco por ela…

Se você preferir fechar os olhos, antes de ver
a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes
na vida poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.

Às vezes encontram e, por não prestarem atenção
nesses sinais, deixam o amor passar,
sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.

É o livre-arbítrio. Por isso, preste atenção nos sinais.
Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem
cego para a melhor coisa da vida: o AMOR !!!”

Felicidade

Publicado: 11 de outubro de 2009 por kelldexholland em Felicidade
Tags:

feliz-2008

 Felicidade (Desconhecido TT’)

Muito prazer, meu nome é FELICIDADE.
Faço parte da vida daqueles que tem amigos, pois ter amigos é ser feliz, pois viver assim é ser feliz!
Faço parte da vida daqueles que acreditam que ontem é passado, amanhã é futuro e hoje é uma dávida, por isso chamado presente.
Faço parte da vida daqueles que acreditam na força do amor, que acreditam que para uma história bonita não há ponto final.
Ah! Eu sou casada sabiam? É… Sou casada com o tempo. O meu marido é lindo!
Ele é responsável pela resolução de todos os problemas, ele constrói corações, ele cura machucados, ele vence a tristeza. Juntos eu e o tempo tivemos três filhos: A Amizade, a sabedoria e o Amor.
A Amizade é a filha mais velha, uma menina linda, sincera, alegre.
A Amizade brilha como o sol, ela une as pessoas, pretende nunca feri, sempre consola.
A do meio é a sabedoria, culta, integra, sempre foi mais apegada ao pai, O tempo.
A Sabedoria e o tempo andam sempre juntos!
O caçula é o Amor, Ah! como esse me dá trabalho! É teimoso, às vezes só quer morar em um lugar….
E EU LOGO VOU DIZENDO… Amor, você foi feito para morar em dois corações, não em apenas um. O amor é complexo, mais é lindo, muito lindo.
Quando ele começa a fazer estragos eu chamo logo o pai dele, o tempo. Aí o tempo sai fechando todas as feridas que o tempo abriu!
Uma das pessoas mais importantes me ensinou uma coisa: Tudo no final sempre dá certo, se ainda não deu. É por que não chegou o final. Por isso, acredite sempre na minha família. Acredite no tempo, nas Amizades e na Sabedoria e principalmente no Amor.
Aí quem sabe um dia eu a felicidade, não bate na sua porta?
Tenha Tempo para os sonhos, pois eles conduzem sua carruagem para as estrelas por tanto seja sempre Feliz !!!!!

Matemática

Publicado: 11 de outubro de 2009 por kelldexholland em Matemática
Tags:,

Matemática (Millôr Fernandes)

cardioide1

 

 

 

Às folhas tantas
do livro matemático
um Quociente apaixonou-se
um dia
doidamente
por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
e viu-a do ápice à base
uma figura ímpar;
olhos rombóides, boca trapezóide,
corpo retangular, seios esferóides.
Fez de sua uma vida
paralela à dela
até que se encontraram
no infinito.
“Quem és tu?”, indagou ele
em ânsia radical.
“Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode me chamar de Hipotenusa.”
E de falarem descobriram que eram
(o que em aritmética corresponde
a almas irmãs)
primos entre si.
E assim se amaram
ao quadrado da velocidade da luz
numa sexta potenciação
traçando
ao sabor do momento
e da paixão
retas, curvas, círculos e linhas sinoidais
nos jardins da quarta dimensão.
Escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclidiana
e os exegetas do Universo Finito.
Romperam convenções newtonianas e pitagóricas.
E enfim resolveram se casar
constituir um lar,
mais que um lar,
um perpendicular.
Convidaram para padrinhos
o Poliedro e a Bissetriz.
E fizeram planos, equações e diagramas para o futuro
sonhando com uma felicidade
integral e diferencial.
E se casaram e tiveram uma secante e três cones
muito engraçadinhos.
E foram felizes
até aquele dia
em que tudo vira afinal
monotonia.
Foi então que surgiu
O Máximo Divisor Comum
freqüentador de círculos concêntricos,
viciosos.
Ofereceu-lhe, a ela,
uma grandeza absoluta
e reduziu-a a um denominador comum.
Ele, Quociente, percebeu
que com ela não formava mais um todo,
uma unidade.
Era o triângulo,
tanto chamado amoroso.
Desse problema ela era uma fração,
a mais ordinária.
Mas foi então que Einstein descobriu a Relatividade
e tudo que era espúrio passou a ser
moralidade
como aliás em qualquer
sociedade.

PEGADAS NA AREIA

Publicado: 11 de outubro de 2009 por kelldexholland em Pegadas na areia
Tags:,

PEGADAS NA AREIA (Mary Stevenson)

pegadas

Uma noite eu tive um sonho… 
Sonhei que estava andando na 
praia com o Senhor,e através do 
Céu, passavam cenas de minha vida. 
Para cada cena que passava,percebi 
que eram deixadas dois pares de 
pegadas na areia;um era o meu e o 
outro do Senhor. 
Quando a última cena de minha vida 
passou diante de nós,olhei para trás, 
para as pegadas na areia,e notei que 
muitas vezes no caminho da minha vida 
havia apenas um par de pegadas na areia. 
Notei também que isso aconteceu nos 
momentos mais dificeis e angustiosos 
da minha vida. Isso aborreceu-me deveras, 
e perguntei então ao Senhor: 
“Senhor, Tu me disseste que,uma vez que 
eu resolvi Te seguir, Tu andarias sempre 
comigo, todo o caminho, mas notei que 
durante as maiores atribulações do meu 
viver havia na areia dos caminhos da 
vida, apenas um par de pegadas. 
Não compreendo porque nas horas 
em que eu mais necessitava de Ti,
 Tu me deixastes”. 
O Senhor respondeu: 
Meu precioso irmão, Eu te amo e jamais 
te deixaria nas horas da tua prova e 
do teu sofrimento. 
Quando vistes na areia apenas um par 
de pegadas, foi exatamente aí que 
EU TE CARREGUEI EM MEUS BRAÇOS”.