Pagina 136 – 180

Publicado: 10 de outubro de 2009 por tshingo em Parte 04

Sintaxe

dsget computerNDComputador …[-dn] [-samid][-sid][-desc][-loc][-disabled][{-sServidor | -dDomínio}][-uMode_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}][-partNDPartição[-qlimit][-qused]]

dsget computerNDComputador[-memberof [-expand]][{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDComputador …

Necessário. Especifica os nomes distintos da lista de objetos de computador a ser exibida. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando. Compare com NDComputador na próxima variação de comando.

-dn

Exibe os nomes distintos dos computadores.

-samid

Exibe os nomes de conta SAM do computador.

-sid

Exibe as identificações de segurança do computador (SIDs).

-desc

Exibe as descrições dos computadores.

-loc

Exibe os locais dos computadores.

-disabled

Exibe o status das contas do computador. O valor yes, quando apresentado, estabelece que a conta está desabilitada; já o valor no estabelece que a conta está habilitada.

NDComputador

Obrigatório. Especifica o nome distinto de um computador único a ser exibido.

-memberof

Exibe a lista de grupos imediatos dos quais este computador é membro. Só exige um único objeto de destino como parâmetro de entrada.

-expand

Exibe a lista expandida em modo recursivo dos grupos dos quais o computador é membro. Esta opção obtém a lista de grupos imediatos dos quais o computador é membro e, em seguida, expande de forma recursiva cada grupo da lista para determinar seus membros e tambem chegar a um conjunto final completo dos grupos.

{ -sServidor| -dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-l

Exibe entradas em formato de lista. Por padrão, as entradas são exibidas em formato de tabela.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

-partNDPartição

Faz conexão com a partição de diretório com o nome distinto de NDPartição.

-qlimit

Exibe a cota efetiva do computador dentro da partição de diretório especificada.

-qused

Exibe que parte o computador já utilizou da cota na partição de diretório especificada.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use o caractere de fim de arquivo (CTRL+Z).
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos. Consulte Exemplos.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=DC2,OU=Controladores domínio,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).

Exemplos

Para exibir as descrições de todos os computadores em determinada unidade organizacional cujo nome começa com “tst”, digite:

dsquery computer OU=Test,DC=Microsoft,DC=Com -name tst* | dsget computer -desc

Para exibir a lista de grupos, expandidos de forma recursiva, aos quais o computador “MyDBServer” pertence, digite:

dsget computer CN=MyDBServer,CN=computers,DC=Microsoft,DC=Com -memberof -expand

dsget contact

Exibe as várias propriedades de um contato no diretório.

Sintaxe

dsget contactNDContato …[-dn][-fn][-mi][-ln][-display][-desc][-office][-tel][-email][-hometel][-pager][-mobile][-fax][-iptel][-title][-dept][-company][{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDContato …

Necessário. Especifica os nomes distintos dos objetos de contato a serem exibidos. Se o parâmetro for omitido, seu valor será obtido a partir da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-dn

Exibe os nomes distintos dos contatos.

-fn

Exibe os nomes dos contatos.

-mi

Exibe as iniciais centrais dos contatos.

-ln

Exibe os sobrenomes dos contatos.

-display

Exibe os nomes para exibição dos contatos.

-desc

Exibe as descrições dos contatos.

-office

Exibe a localização dos escritórios dos contatos.

-tel

Exibe os números de telefone dos contatos.

-email

Exibe os endereços de email dos contatos.

-hometel

Exibe os números de telefone residencial dos contatos.

-pager

Exibe os números de pager dos contatos.

-mobile

Exibe os números de telefone celular dos contatos.

-fax

Exibe os números de fax dos contatos.

-iptel

Exibe o número do telefone IP do contato.

-title

Exibe os cargos dos contatos.

-dept

Exibe os departamentos dos contatos.

-company

Exibe as informações sobre a empresa dos contatos.

{ -sServidor| -dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-l

Exibe entradas em formato de lista. Por padrão, as entradas são exibidas em formato de tabela.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use o caractere de fim de arquivo (CTRL+Z).
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Mike Danseglio,OU=Contatos,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).

Exemplos

Para exibir a descrição e os números de telefone dos contatos Mike Danseglio e Don Funk, digite:

dsget contact “CN=Mike Danseglio,OU=Contacts,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Don Funk,OU=Contacts,DC=Microsoft,DC=Com” -desc -tel

dsget group

Exibe as várias propriedades de um grupo, inclusive os membros do grupo no diretório. Esse comando tem duas variações. A primeira permite exibir as propriedades de vários grupos. A segunda permite exibir as informações de participação de um único grupo.

Sintaxe

dsget groupNDGrupo …[-dn][-samid][-sid][-desc][-secgrp][-scope][{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l][{-uc | -uco | -uci}][-partNDPartição[-qlimit][-qused]]

dsget groupNDGrupo[{-memberof | -members}][-expand][{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário][-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDGrupo …

Necessário. Especifica os nomes distintos dos objetos de grupo a serem exibidos. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando. Compare com NDGrupo na próxima variação de comando.

-dn

Exibe os nomes distintos dos grupos.

-samid

Exibe os nomes de conta SAM dos grupos.

-sid

Exibe as identificações de segurança do grupo (SIDs).

-desc

Exibe as descrições dos grupos.

-secgrp

Exibe informações que especificam se os grupos são de segurança (yes) ou de distribuição (no).

-scope

Exibe informações que especificam se os escopos dos grupos são locais, globais ou universais.

NDGrupo

Obrigatório. Especifica o nome distinto do computador a ser exibido.

{ -memberof | -members}

Exibe a lista imediata dos grupos dos quais o grupo é membro (-memberof). Exibe a lista imediata de membros do grupo (-members).

-expand

no caso do parâmetro -memberof, solicita a apresentação da lista de grupos expandida em modo recursivo da qual o grupo é membro. Esta opção obtém a lista de grupos imediatos dos quais o grupo é membro e, em seguida, expande de forma recursiva cada grupo da lista para determinar seus membros e tambem chegar a um conjunto final completo dos grupos. No caso do parâmetro -members, solicita a exibição da lista expandida de membros do grupo de forma recursiva. Este parâmetro obtém a lista de membros imediatos do grupo e, em seguida, expande de forma recursiva cada grupo da lista para determinar seus membros e tambem chegar a um conjunto final completo dos membros.

{ -sServidor| -dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, é utilizado o nome do usuário que fez logon. É possível especificar um nome de usuário usando um dos seguintes formatos:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-l

Exibe entradas em formato de lista. Por padrão, as entradas são exibidas em formato de tabela.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

-partNDPartição

Faz conexão com a partição de diretório com o nome distinto de NDPartição.

-qlimit

Exibe a cota efetiva do grupo na partição de diretório especificada.

-qused

Exibe que parte o grupo já utilizou da cota na partição de diretório especificada.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use o caractere de fim de arquivo (CTRL+Z).
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos. Consulte Exemplos.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=USA Vendas,OU=Listas distribuição,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).

Exemplos

Para exibir as descrições de todos os grupos em determinada unidade organizacional cujos nomes começam com “adm”, digite:

dsquery group OU=Test,DC=Microsoft,DC=Com -name adm* | dsget group -desc

Para exibir a lista de membros, de forma recursiva, do grupo Operadores de backup, digite:

dsget group “CN=Backup Operators,OU=Test,DC=Microsoft,DC=Com” -members -expand

dsget ou

Exibe as várias propriedades de uma unidade organizacional no diretório.

Sintaxe

dsget ouND_unidade_organizacional …[-dn] [-desc][{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDUnidadeOrganizacional …

Necessário. Especifica os nomes distintos das unidades organizacionais a serem exibidas. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-dn

Exibe os nomes distintos das unidades organizacionais.

-desc

Exibe as descrições das unidades organizacionais.

{ -sServidor| -dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, é utilizado o nome do usuário que fez logon. É possível especificar um nome de usuário usando um dos seguintes formatos:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-l

Exibe entradas em formato de lista. Por padrão, as entradas são exibidas em formato de tabela.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use o caractere de fim de arquivo (CTRL+Z).
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos. Consulte Exemplos.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, utilize o texto entre aspas (por exemplo, “OU=Controladores domínio,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).

Exemplos

Para exibir as descrições de todas as unidades organizacionais no domínio atual, digite:

dsquery ou domainroot | dsget ou -desc

dsget server

Este comando exibe as várias propriedades de um controlador de domínio definido no diretório. Há três variações desse comando. A primeira variação exibe as propriedades gerais de um controlador de domínio especificado. A segunda variação exibe uma lista dos objetos de segurança que possuem o maior número de objetos de diretório no controlador de domínio especificado. A terceira variação exibe os nomes distintos das partições de diretório no servidor especificado.

Sintaxe

dsget serverNDServidor…[-dn] [-desc] [-dnsname] [-site] [-isgc][{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}]

dsget serverNDServidor[{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}][-topobjownerExibição]

dsget serverNDServidor[{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}][-partNDPartição]

Parâmetros

NDServidor …

Necessário. Especifica a lista dos nomes distintos de objetos de servidor para exibição. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-dn

Exibe os nomes distintos dos servidores.

-desc

Exibe as descrições dos servidores.

-dnsname

Exibe os nomes de hosts DNS dos servidores.

-site

Exibe os nomes dos sites aos quais os servidores pertencem.

-isgc

Exibe informações que especificam se o servidor é um catálogo global (yes) ou não (no).

{ -sServidor| -dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, é utilizado o nome do usuário que fez logon. É possível especificar um nome de usuário usando um dos seguintes formatos:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-l

Exibe entradas em formato de lista. Por padrão, as entradas são exibidas em formato de tabela.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

-partNDPartição

Faz conexão com a partição de diretório com o nome distinto de NDPartição.

-topobjownerExibição

Exibe uma lista classificada dos objetos de segurança (usuários, computadores, grupos de segurança e inetOrgPersons) que possuem o maior número de objetos de diretório em todas as partições de diretório no servidor e o número de objetos de diretório que possuem. O número de contas a serem exibidas na lista é especificado por Exibição. Para exibir todos os proprietários de objetos, digite 0. Se você não especificar Exibição, o padrão para o número de objetos listados é 10.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use o caractere de fim de arquivo (CTRL+Z).
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos. Consulte Exemplos.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Meu servidor,CN=Servidores,CN=Site10,CN=Sites,CN=Configuração,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).
  • As propriedades solicitadas por este comando pode residir no objeto Servidor do controlador de domínio ou no objeto NTDSDSA correspondente ao servidor.

Exemplos

Para localizar todos os controladores de domínio de widgets.microsoft.com e exibir o nome do host DNS e o nome do site, digite:

dsquery server -domain widgets.microsoft.com | dsget server -dnsname -site

Para mostrar se um controlador de domínio com o nome DC1 também é um servidor de catálogo global, digite:

dsget server CN=DC1,CN=Servers,CN=Site10,CN=Sites,CN=Configuration,DC=Microsoft,DC=Com -isgc

Para exibir uma lista classificada de objetos de segurança que possuem o maior número de objetos no controlador de domínio server1.widgets.microsoft.com, digite:

dsget server CN=server1,CN=widgets,DC=Microsoft,DC=com -topobjowner

dsget user

Exibe as várias propriedades de um usuário no diretório. Esse comando dispõe de duas variações. A primeira permite exibir as propriedades de vários usuários. A segunda permite exibir as informações de participação em um grupo de um usuário único.

Sintaxe

dsget userNDUsuário…[-dn][-samid] [-sid][-upn] [-fn] [-mi] [-ln] [-display] [-empid][-desc][-office] [-tel] [-email] [-hometel] [-pager] [-mobile][-fax] [-iptel][-webpg][-title][-dept][-company][-mgr][-hmdir][-hmdrv][-profile][-loscr][-mustchpwd][-canchpwd][-pwdneverexpires][-disabled][-acctexpires][-reversiblepwd][{-uc | -uco | -uci}][-partNDPartição[-qlimit][-qused]]

dsget userNDUsuário[-memberof] [-expand][{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDUsuário …

Necessário. Especifica os nomes distintos dos objetos de usuário a serem exibidos. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando. Compare com NDUsuário na próxima variação de comando.

-dn

Exibe os nomes distintos dos usuários.

-samid

Exibe os nomes de conta SAM dos usuários.

-sid

Exibe as identificações de segurança do usuário (SIDs).

-upn

Exibe os nomes principais dos usuários.

-fn

Exibe os nomes dos usuários.

-mi

Exibe as iniciais centrais dos usuários.

-ln

Exibe os sobrenomes dos usuários.

-display

Exibe os nomes para exibição dos usuários.

-empid

Exibe as identificações funcionais dos usuários.

-desc

Exibe as descrições dos usuários.

-full

Exibe os nomes completos dos usuários.

-office

Exibe a localização dos escritórios dos usuários.

-tel

Exibe os números de telefone dos usuários.

-email

Exibe os endereços de email dos usuários.

-hometel

Exibe os números de telefone residencial dos usuários.

-pager

Exibe os números de pager dos usuários.

-mobile

Exibe os números de telefone celular dos usuários.

-fax

Exibe os números de fax dos usuários.

-iptel

Exibe os números de telefone IP dos usuários.

-webpg

Exibe as URLs das páginas na Web dos usuários.

-title

Exibe os cargos dos usuários.

-dept

Exibe os departamentos dos usuários.

-company

Exibe as informações sobre a empresa dos usuários.

-mgr

Exibe os gerentes dos usuários.

-hmdir

Exibe a letra de unidade à qual o diretório base do usuário está mapeado se o caminho desse diretório for UNC.

-hmdrv

Exibe a letra de unidade da base do usuário se o diretório base for um caminho UNC.

-profile

Exibe os caminhos dos perfis de usuário.

-loscr

Exibe os caminhos dos scripts de logon dos usuários.

-mustchpwd

Exibe informações que especificam se os usuários devem alterar suas senhas no próximo logon (yes) ou não (no).

-canchpwd

Exibe informações que especificam se os usuários podem alterar suas senhas (yes) ou não (no).

-pwdneverexpires

Exibe informações que especificam se as senhas de usuário nunca expiram (yes) ou expiram (no).

-disabled

Exibe informações que especificam se as contas de usuário são desabilitadas para logon (yes) ou não (no).

-acctexpires

Exibe datas indicando quando as contas de usuário expiram. Se as contas nunca expirarem, será exibido never.

-reversiblepwd

Exibe informações que especificam se as senhas de usuário podem ser armazenadas com uso de criptografia reversível (yes) ou não (no).

NDUsuário

Obrigatório. Especifica o nome distinto do usuário a ser exibido.

-memberof

Exibe a lista de grupos imediatos dos quais o usuário é membro.

-expand

Exibe a lista expandida em modo recursivo dos grupos dos quais o usuário é membro. Esta opção obtém a lista de grupos imediatos dos quais o usuário é membro e, em seguida, expande de forma recursiva cada grupo da lista para determinar seus membros e tambem chegar a um conjunto final completo dos grupos.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

-partNDPartição

Faz conexão com a partição de diretório com o nome distinto de NDPartição.

-qlimit

Exibe a cota efetiva do usuário na partição de diretório especificada.

-qused

Exibe quanto da cota o usuário usou na partição de diretório especificada.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use o caractere de fim de arquivo (CTRL+Z).
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos. Consulte Exemplos.
  • O -canchpwd é uma estimativa sobre a questão do usuário ter permissão para alterar sua senha. Essa estimativa tem a ver com o modo como as ACLs (listas de controle de acesso) no objeto são interpretadas a fim de chegar a uma resposta afirmativa ou negativa. A certeza quanto à capacidade do usuário de mudar uma senha só poderá ser conhecida mediante a tentativa. Essa resposta não-autorizada não é específica desta ferramenta de linha de comando, mas é também inerente à caixa de diálogo Propriedades do usuário em Usuários e Computadores do Active Directory no Console de gerenciamento Microsoft (MMC).
  • Quando nenhum parâmetro de propriedade específico for definido para o comando dsget user, o conjunto padrão de propriedades do usuário a ser exibido incluirá o seguinte: nome distinto, nome da conta SAM e descrição.
  • Quando o parâmetro -memberof é especificado, ele cancela todos os outros parâmetros e somente a lista de participação do usuário é exibida.

Exemplos

Para localizar todos os usuários em determinada unidade organizacional cujos nomes começam com “jon” e exibir suas descrições, digite:

dsquery user OU=Test,dc=ms,dc=tld -name jon* | dsget user -desc

Para exibir a lista de grupos, expandida de modo recursivo, à qual pertence o usuário “Mike Danseglio”, digite:

dsget user “CN=Mike Danseglio,CN=users,dc=ms,dc=tld” -memberof -expand

dsget subnet

Exibe as propriedades de uma subrede definida no diretório.

Sintaxe

dsget subnetNDSubrede…[-dn][-desc] [-loc] [-site][{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}][-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDSubrede …

Necessário. Especifica o nome comum de uma ou mais subredes a serem exibidas.

-dn

Exibe os nomes distintos das subredes. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-desc

Exibe as descrições das subredes.

-loc

Exibe os locais das subredes.

-site

Exibe os nomes de sites associados às subredes.

{ -sServidor| -dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, é utilizado o nome do usuário que fez logon. É possível especificar um nome de usuário usando um dos seguintes formatos:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-l

Exibe entradas em formato de lista. Por padrão, as entradas são exibidas em formato de tabela.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use o caractere de fim de arquivo (CTRL+Z).
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas.
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes comuns).

Exemplos

Para exibir todas as propriedades relevantes das subredes 206.73.118.0/24 e 207.209.68.0/24, digite:

dsget subnet “206.73.118.0/24” “207.209.68.0/24”

dsget site

Exibe as várias propriedades de um site definido no diretório.

Sintaxe

dsget site NCSite …[-dn] [-desc] [-autotopology] [-cachegroups] [-prefGCsite][{-sServidor | -dDomínio}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NCSite …

Necessário. Especifica o nome comum de um ou mais sites a serem exibidos. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-dn

Exibe os nomes distintos dos sites.

-desc

Exibe as descrições dos sites.

-autotopology

Exibe informações que especificam se a geração automática de topologia entre sites está habilitada (yes) desabilitada (no) para sites específicos.

-cachegroups

Exibe informações que especificam se o cache de membros de grupo universal para este site está habilitado (yes) ou desabilitado (no) para oferecer suporte a logons que não verificam o catálogo global.

-prefGCsite

Exibe o nome do site de catálogo global preferido utilizado para atualizar o cache de membros de grupo universal dos controladores de domínio deste site, caso o cache de membros de grupo universal tenha sido habilitado.

{ -sServidor| -dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, é utilizado o nome do usuário que fez logon. É possível especificar um nome de usuário usando um dos seguintes formatos:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-l

Exibe entradas em formato de lista. Por padrão, as entradas são exibidas em formato de tabela.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use o caractere de fim de arquivo (CTRL+Z).
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos. Consulte Exemplos.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, utilize o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Mike Danseglio,CN=Usuário,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).

Exemplos

Para localizar todos os sites na floresta e exibir suas descrições, digite:

dsquery site | dsget site -dn -desc

dsget quota

Exibe as propriedades de uma especificação de cota definida no diretório. Uma especificação de cota determina o número máximo de objetos de diretório que um dado objeto de segurança pode possuir em uma partição de diretório específica.

Sintaxe

dsget quotaNDObjeto … [-dn] [-acct] [-qlimit] [{-sServidor | -dDomínio}][-uUserName] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDObjeto

Necessário. Especifica os nomes distintos dos objetos de cota a serem exibidos. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-dn

Exibe os nomes distintos dos objetos de cota.

-acct

Exibe os nomes distintos das contas às quais as cotas estão atribuídas.

-qlimit

Exibe os limites de cota para cotas especificadas. Uma cota ilimitada é exibida como “-1”.

{ -sServidor| -dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, é utilizado o nome do usuário que fez logon. É possível especificar um nome de usuário usando um dos seguintes formatos:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-l

Exibe entradas em formato de lista. Por padrão, as entradas são exibidas em formato de tabela.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use CTRL+Z para fim de arquivo (EOF).
  • Se você não especificar qualquer dos parâmetros opcionais, os nomes distintos das especificações da cota, as contas às quais as cotas são atribuídas e os limites de cota são exibidos.
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos. Para obter mais informações, consulte a seção Exemplos neste tópico.
  • Se um valor utilizado contiver espaços, utilize o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Mike Danseglio,CN=Usuário,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você utilizar diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).

Exemplos

Para exibir a conta à qual a cota é atribuída e o limite da cota para a especificação da cota “CN=quota1,dc=marketing,dc=northwindtraders,dc=com”, digite:

dsget quota CN=quota1,dc=marketing,dc=northwindtraders,dc=com -acct -qlimit

dsget partition

Exibe as propriedades de uma partição de diretório.

Sintaxe

dsget partitionNDObjeto … [-dn] [-qdefault] [-qtmbstnwt] [-topobjownerExibição] [{-sServidor | -dDomain}][-uNome_do_usuário] [-p {Senha | *}] [-c][-q][-l] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDObjeto

Necessário. Especifica os nomes distintos dos objetos de partição a serem exibidos. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-dn

Exibe os nomes distintos dos objetos da partição de diretório.

-qdefault

Exibe a cota padrão que se aplica a qualquer objeto de segurança (por exemplo, usuário, grupo, computador ou pessoa iNetOrg) criando um objeto na partição de diretório, caso nenhuma especificação de cota controle esse objeto de segurança. Uma cota ilimitada é exibida como “-1”.

-qtmbstnwt

Exibe a porcentagem a ser deduzida da contagem do objeto marcar para exclusão no cálculo da utilização de cota.

-topobjownerExibição

Exibe uma lista classificada dos objetos de segurança (usuários, computadores, grupos de segurança e inetOrgPersons) que possuem o maior número de objetos na partição de diretório especificada e o número de objetos de diretório que possuem. O número de contas a serem exibidos na lista é especificado por Exibição. Para exibir todos os proprietários de objetos, digite 0. Se você não especificar Exibição, o padrão para o número de objetos listados é 10.

{ -sServidor| -dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, é utilizado o nome do usuário que fez logon. É possível especificar um nome de usuário usando um dos seguintes formatos:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-l

Exibe entradas em formato de lista. Por padrão, as entradas são exibidas em formato de tabela.

{ -uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se você não fornecer um objeto de destino no prompt de comando, ele será obtido na saída padrão (stdin). Os dados de stdin podem ser aceitos a partir do teclado, de um arquivo redirecionado ou como saída em pipe de outro comando. Para marcar o fim dos dados stdin a partir do teclado ou em um arquivo redirecionado, use CTRL+Z para fim de arquivo (EOF).
  • Quando nenhum parâmetro opcional for especificado, será exibido o nome distinto do objeto partição de diretório.
  • Quando -topobjowner é especificado, ele cancela qualquer outro parâmetro especificado, para que sejam exibidos somente os resultados de -topobjowner.
  • Use o comando dsget para exibir as propriedades de um objeto específico no diretório. Para obter mais informações sobre como utilizar dsquery * para procurar todos os objetos que correspondam a um critério específico, consulte Tópicos Relacionados.
  • Como resultado das pesquisas de dsquery, você poderá encaminhar os objetos retornados em pipe para dsget e obter as propriedades dos objetos. Para obter mais informações, consulte a seção Exemplos neste tópico.
  • Se um valor utilizado contiver espaços, utilize o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Mike Danseglio,CN=Usuário,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você utilizar diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).

Exemplos

Para exibir todas as partições de diretório na floresta northwindtraders.com iniciadas por “application” juntamente com os três principais proprietários de objetos de cada partição, digite: “CN=quota1,dc=marketing,dc=northwindtraders,dc=com”, digite:

dsquery server -forest -part application* | dsget server -part | dsget partition -topjobowner 3

***

Dsmod

Modifica um objeto existente de determinado tipo no diretório. Os comandos dsmod incluem:

dsmod computer

Modifica os atributos de um ou mais computadores existentes no diretório.

Sintaxe

dsmod computer ND_Computador … [-desc Descrição] [-loc Local] [-disabled {yes | no}] [-reset] [{-s Servidor | -d Domínio}] [-u Nome_Do_Usuário] [-p {Senha | *}] [-c] [-q] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDComputador …

Especifica os nomes distintos de um ou mais computadores a serem modificados. Se algum valor for omitido, ele será obtido pela entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-descDescrição

Especifica a descrição do computador a ser modificado.

-locLocal

Especifica a localização do computador a ser modificado.

-disabled {yes | no}

Especifica se a conta de computador será desabilitada para logon (yes) ou não (no).

-reset

Redefine as contas de computador.

{-s Servidor | -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Raquel)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Raquel)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Este comando só oferece suporte a um subconjunto de atributos de classe de objeto usados com freqüência.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=DC2,OU=Controladores domínio,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).
  • O Dsmod não oferece suporte à adição de objetos de segurança de uma floresta em grupos localizados em outra floresta quando as duas florestas forem associadas por uma relação de confiança de floresta. Você pode usar o snap-in Usuários & Computadores do Active Directory para adicionar objetos de segurança a uma relação de confiança de floresta.

Exemplos

Para desabilitar várias contas de computador, digite:

dsmod computer CN=MemberServer1,CN=Computers,DC=Microsoft,DC=Com CN=MemberServer2,CN=Computers,DC=Microsoft,DC=Com -disabled yes

Para redefinir várias contas de computador, digite:

dsmod computer CN=MemberServer1,CN=Computers,DC=Microsoft,DC=Com CN=MemberServer2,CN=Computers,DC=Microsoft,DC=Com -reset

dsmod contact

Modifica os atributos de um mais contatos existentes no diretório.

Sintaxe

dsmod contact DN_Do_Contato … [-fn Nome] [-mi Inicial] [-ln Sobrenome] [-display Nome_Para_Exibição] [-desc Descrição] [-office Escritório] [-tel Telefone] [-email Email] [-hometel Telefone_Residencial] [-pager Pager] [-mobile Celular] [-fax Fax] [-iptel Telefone_IP] [-title Cargo] [-dept Departamento] [-company Empresa] [{-s Servidor | -d Domínio}] [-u Nome_Do_Usuário][-p {Senha | *}] [-c] [-q] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDContato …

Necessário. Especifica os nomes distintos dos contatos a serem modificados. Se algum valor for omitido, ele será obtido pela entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-fnNome

Especifica o nome do contato a ser modificado.

-miInicial

Especifica a letra inicial central do contato a ser modificado.

-lnSobrenome

Especifica o sobrenome do contato a ser modificado.

-displayNomeParaExibição

Especifica o nome para exibição do contato a ser modificado.

-descDescrição

Especifica a descrição do contato a ser modificado.

-officeEscritório

Especifica a localização do escritório do contato a ser modificado.

-telTelefone

Especifica o número do telefone do contato a ser modificado.

-emailEmail

Especifica o email do contato a ser modificado.

-hometelTelefoneResidencial

Especifica o número do telefone residencial do contato a ser modificado.

-pagerPager

Especifica o número do pager do contato a ser modificado.

-mobileCelular

Especifica o número do telefone celular do contato a ser modificado.

-faxFax

Especifica o número do fax do contato a ser modificado.

-iptelTelefoneIP

Especifica o número do telefone IP do contato a ser modificado.

-titleCargo

Especifica o cargo do contato a ser modificado.

-deptDepartamento

Especifica o departamento do contato a ser modificado.

-companyEmpresa

Especifica as informações da empresa do contato a ser modificado.

{-s Servidor | -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Raquel)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Raquel)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Mike Danseglio,OU=Contatos,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).
  • O Dsmod não oferece suporte à adição de objetos de segurança de uma floresta em grupos localizados em outra floresta quando as duas florestas forem associadas por uma relação de confiança de floresta. Você pode usar o snap-in Usuários & Computadores do Active Directory para adicionar objetos de segurança a uma relação de confiança de floresta.

Exemplos

Para definir as informações sobre a empresa de vários contatos, digite:

dsmod contact “CN=Mike Danseglio,OU=Contacts,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Denise Smith,OU=Contacts,DC=Microsoft,DC=Com” -company Microsoft

dsmod group

Modifica os atributos de um ou mais grupos existentes no diretório.

Sintaxe

dsmod group DN_Do_Grupo … [-samid Nome_SAM] [-desc Descrição] [-secgrp {yes | no}] [-scope {l | g | u}] [{-addmbr | -rmmbr | -chmbr} DN_Do_Membro …] [{-s Servidor | -d Domínio}] [-u Nome_Do_Usuário] [-p {Senha | *}] [-c] [-q] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDGrupo …

Necessário. Especifica os nomes distintos dos grupos a serem modificados. Se algum valor for omitido, ele será obtido pela entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando. Se NDGrupo … e Membro … forem utilizados juntos, somente um parâmetro poderá ser obtido da entrada padrão, o que exige que pelo menos um parâmetro seja especificado na linha de comando.

-samidNomeSAM

Especifica os nomes de conta SAM dos grupos a serem modificados.

-descDescrição

Especifica as descrições dos grupos a serem modificados.

-secgrp {yes | no}

Define os tipos de grupo como grupo de segurança (yes) ou grupo de distribuição (no).

-scope {l | g | u}

Define o escopo dos grupos como local, global ou universal. Se o domínio estiver no modo misto, não haverá suporte para escopo universal. Além disso, não é possível converter um grupo local de um domínio em um grupo global ou vice-versa.

{-addmbr | -rmmbr | -chmbr} NDMembro …

Determina que os membros especificados por NDMembro … deverão ser adicionados, removidos ou substituídos no grupo. Apenas um desses parâmetros pode ser especificado em cada invocação de comando. NDMembro … especifica os nomes distintos de um ou mais membros a serem adicionados, excluídos ou substituídos no grupo especificado por NDGrupo. Cada membro deve receber um nome distinto (por exemplo, CN=Mike Danseglio,OU=Usuários,DC=Microsoft,DC=Com). A lista de membros deve seguir os parâmetros -addmbr, -rmmbr e -chmbr. Se algum valor for omitido, ele será obtido pela entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando. Se NDGrupo … e Membro … forem utilizados juntos, somente um parâmetro poderá ser obtido da entrada padrão, o que exige que pelo menos um parâmetro seja especificado na linha de comando.

{-s Servidor | -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Raquel)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Raquel)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=USA Vendas,OU=Listas distribuição,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).
  • O Dsmod não oferece suporte à adição de objetos de segurança de uma floresta em grupos localizados em outra floresta quando as duas florestas forem associadas por uma relação de confiança de floresta. Você pode usar o snap-in Usuários & Computadores do Active Directory para adicionar objetos de segurança a uma relação de confiança de floresta.

Exemplos

Para adicionar o usuário Mike Danseglio em todos os grupos de listas de distribuição do administrador, digite:

dsquery group “OU=Distribution Lists,DC=microsoft,DC=com” -name adm* | dsmod group -addmbr “CN=Mike Danseglio,CN=Users,DC=microsoft,DC=com”

Para adicionar todos os membros do grupo US Info ao grupo Canada Info, digite:

dsget group “CN=US INFO,OU=Distribution Lists,DC=microsoft,DC=com” -members | dsmod group “CN=CANADA INFO,OU=Distribution Lists,DC=microsoft,DC=com” -addmbr

Para converter o tipo de grupo de vários grupos de segurança para sem segurança, digite:

dsmod group “CN=US Info,OU=Distribution Lists,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Canada Info,OU=Distribution Lists,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Mexico Info,OU=Distribution Lists,DC=Microsoft,DC=Com” -secgrp no

Para adicionar dois novos membros ao grupo “CN=US Info,OU=Distribution Lists,DC=Microsoft,DC=Com”, digite:

dsmod group “CN=US Info,OU=Distribution Lists,DC=Microsoft,DC=Com” -addmbr “CN=Mike Danseglio,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Legal,OU=Distribution Lists,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Denise Smith,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com”

Para adicionar todos os usuários da unidade de organização Marketing ao grupo existente denominado Marketing Staff, digite:

dsquery user OU=Marketing,DC=Microsoft,DC=Com | dsmod group “CN=Marketing Staff,OU=Marketing,DC=Microsoft,DC=Com” -addmbr

Para excluir dois membros do grupo “CN=US Info,OU=Distribution Lists,DC=Microsoft,DC=Com” já existente, digite:

dsmod group “CN=US Info,OU=Distribution Lists,DC=Microsoft,DC=Com” -rmmbr “CN=Mike Danseglio,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Legal,OU=Distribution Lists,DC=Microsoft,DC=Com”

dsmod ou

Modifica os atributos de uma ou mais unidades organizacionais existentes no diretório.

Sintaxe

dsmod ou DN_Da_Unidade_Organizacional … [-desc Descrição] [{-s Servidor | -d Domínio}] [-u Nome_Do_Usuário] [-p {Senha | *}][-c] [-q] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDUnidadeOrganizacional …

Necessário. Especifica os nomes distintos das unidades organizacionais a serem modificadas. Se algum valor for omitido, ele será obtido pela entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-descDescrição

Especifica a descrição da unidade organizacional a ser modificada.

{-s Servidor | -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Raquel)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Raquel)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se um valor fornecido contiver espaços, utilize o texto entre aspas (por exemplo, “OU=Controladores domínio,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).
  • O Dsmod não oferece suporte à adição de objetos de segurança de uma floresta em grupos localizados em outra floresta quando as duas florestas forem associadas por uma relação de confiança de floresta. Você pode usar o snap-in Usuários & Computadores do Active Directory para adicionar objetos de segurança a uma relação de confiança de floresta.

Exemplos

Para alterar a descrição de várias unidades organizacionais ao mesmo tempo, digite:

dsmod ou “OU=Domain Controllers,DC=Microsoft,DC=Com” “OU=Resources,DC=Microsoft,DC=Com” “OU=Troubleshooting,DC=Microsoft,DC=Com” -desc “This is a test OU”

dsmod server

Modifica as propriedades de um controlador de domínio.

Sintaxe

dsmod server DN_Do_Servidor … [-desc Descrição] [-isgc {yes | no}] [{-s Servidor | -d Domínio}] [-u Nome_Do_Usuário] [-p {Senha | *}] [-c] [-q] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDServidor …

Necessário. Especifica os nomes distintos de um ou mais servidores a serem modificados. Se algum valor for omitido, ele será obtido pela entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-descDescrição

Especifica a descrição do servidor a ser modificado.

-isgc {yes | no}

Define este servidor como um catálogo global (yes) ou o desabilita (no).

{-s Servidor | -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Raquel)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Raquel)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Meu servidor,CN=Servidores,CN=Site10,CN=Sites,CN=Configuração,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).
  • O Dsmod não oferece suporte à adição de objetos de segurança de uma floresta em grupos localizados em outra floresta quando as duas florestas forem associadas por uma relação de confiança de floresta. Você pode usar o snap-in Usuários & Computadores do Active Directory para adicionar objetos de segurança a uma relação de confiança de floresta.

Exemplos

Para habilitar os controladores de domínio CORPDC1 e CORPDC9 a se tornarem servidores de catálogo global, digite:

dsmod server “CN=CORPDC1,CN=Servers,CN=Site1,CN=Sites,CN=Configuration,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=CORPDC9,CN=Servers,CN=Site2,CN=Sites,CN=Configuration,DC=Microsoft,DC=Com” -isgc yes

dsmod user

Modifica os atributos de um ou mais usuários existentes no diretório.

Sintaxe

dsmod user DN_Do_Usuário … [-upn UPN] [-fn Nome] [-mi Inicial] [-ln Sobrenome] [-display Nome_Para_Exibição] [-empid Identificação_Do_Funcionário] [-pwd (Senha | *)] [-desc Descrição] [-office Escritório] [-tel Telefone] [-email Email] [-hometel Telefone_Residencial] [-pager Pager] [-mobile Celular] [-fax Fax] [-iptel Telefone_IP] [-webpg Página_Web] [-title Cargo] [-dept Departamento] [-company Empresa] [-mgr Gerente] [-hmdir Diretório_Inicial] [-hmdrv Letra_Da_Unidade:] [-profile Caminho_Do_Perfil] [-loscr Caminho_Do_Script] [-mustchpwd {yes | no}] [-canchpwd {yes | no}] [-reversiblepwd {yes | no}] [-pwdneverexpires {yes | no}] [-acctexpires Número_De_Dias] [-disabled {yes | no}] [{-s Servidor | -d Domínio}] [-u Nome_Do_Usuário] [-p {Senha | *}][-c] [-q] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDUsuário …

Necessário. Especifica os nomes distintos dos usuários a serem modificados. Se algum valor for omitido, ele será obtido pela entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-upnUPN

Especifica os nomes de usuário principal dos objetos de usuário a serem modificados (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-fnNome

Especifica os nomes dos objetos de usuário a serem modificados.

-miInicial

Especifica as iniciais centrais dos objetos de usuário a serem modificados.

-lnSobrenome

Especifica os sobrenomes dos objetos de usuário a serem modificados.

-displayNomeParaExibição

Especifica os nomes para exibição dos objetos de usuário a serem modificados.

-empidIdentificaçãoFuncional

Especifica as identificações funcionais dos objetos de usuário a serem modificados.

-pwd {Senha | *}

Redefine as senhas dos objetos de usuário como Senha ou *. Se o * for especificado, você será solicitado a fornecer uma senha de usuário.

-descDescrição

Especifica as descrições dos objetos de usuário a serem modificados.

-officeEscritório

Especifica a localização dos escritórios dos objetos de usuário a serem modificados.

-telTelefone

Especifica os números de telefone dos objetos de usuário a serem modificados.

-emailEmail

Especifica os emails dos objetos de usuário a serem modificados.

-hometelTelefoneResidencial

Especifica os telefones residenciais dos objetos de usuário a serem modificados.

-pagerPager

Especifica os números de pager dos objetos de usuário a serem modificados.

-mobileCelular

Especifica os telefones celulares dos objetos de usuário a serem modificados.

-faxFax

Especifica os números de fax dos objetos de usuário a serem modificados.

-iptelTelefoneIP

Especifica os telefones IP dos objetos de usuário a serem modificados.

-webpgPáginaDaWeb

Especifica as URLs de páginas da Web dos objetos de usuário a serem modificados.

-titleCargo

Especifica os cargos dos objetos de usuário a serem modificados.

-deptDepartamento

Especifica os departamentos dos objetos de usuário a serem modificados.

-companyEmpresa

Especifica as informações da empresa dos objetos de usuário a serem modificados.

-mgrGerente

Especifica os nomes distintos dos gerentes dos objetos de usuário a serem modificados. O gerente só poderá ser especificado através do formato de nome distinto.

-hmdirDiretórioBase

Especifica a localização dos diretórios base dos objetos de usuário a serem modificados. Se o Diretório_Base receber um nome UNC, especifique uma unidade mapeada até esse caminho utilizando o parâmetro -hmdrv.

-hmdrvLetra_Da_Unidade:

Especifica as letras de unidade dos diretórios base (por exemplo, E:) dos objetos de usuário a serem modificados.

-profileCaminhoDoPerfil

Especifica os caminhos dos perfis dos objetos de usuário a serem modificados.

-loscrCaminhoDoScript

Especifica o caminho dos scripts de logon dos objetos de usuário a serem modificados.

-mustchpwd {yes | no}

Especifica se os usuários deverão alterar suas senhas no próximo logon (yes) ou não (no).

-canchpwd {yes | no}

Especifica se os usuários poderão alterar suas senhas (yes) ou não (no). O valor desse parâmetro deverá ser yes se o valor do parâmetro -mustchpwd for yes.

-reversiblepwd {yes | no}

Especifica se as senhas de usuário deverão ser armazenadas através de criptografia reversível (yes) ou não (no).

-pwdneverexpires {yes | no}

Especifica se as contas de usuário nunca expiram (yes) ou expiram (no).

-acctexpiresNúmeroDeDias

Especifica o número de dias a partir da data atual para expiração das contas de usuário. Um valor 0 define a expiração para o final do dia de hoje. Um valor positivo define a expiração no futuro. Um valor negativo define a expiração no passado. O valor never define que a conta nunca deverá expirar. Por exemplo, um valor 0 fará a conta perder a validade no final do dia de hoje. Um valor -5 indica que a conta já expirou há cinco dias e define uma data de validade no passado. Um valor 5 define a expiração da conta para daqui a cinco dias.

-disabled {yes | no}

Especifica se a conta de usuário será desabilitada para logon (yes) ou não (no).

{-s Servidor | -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Raquel)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Raquel)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Se um valor fornecido contiver espaços, utilize o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Mike Danseglio,CN=Usuário,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).
  • O símbolo especial $username$ (sem diferenciação de maiúsculas ou minúsculas) pode substituir o nome de conta SAM no valor dos parâmetros -webpg, -profile, -hmdir e -email. Por exemplo, se um nome de conta SAM for “Denise”, o parâmetro de local -hmdir poderá ser escrito num dos seguintes formatos:
    -hmdir \users\Denise\home
    -hmdir \users\$username$\home
  • Este comando só oferece suporte a um subconjunto de atributos de classe de objeto usados com freqüência.
  • O Dsmod não oferece suporte à adição de objetos de segurança de uma floresta em grupos localizados em outra floresta quando as duas florestas forem associadas por uma relação de confiança de floresta. Você pode usar o snap-in Usuários & Computadores do Active Directory para adicionar objetos de segurança a uma relação de confiança de floresta.

Exemplos

Para redefinir a senha de Don Funk e forçá-lo alterar a senha da próxima vez que fizer logon na rede, digite:

dsmod user “CN=Don Funk,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com” -pwd A1b2C3d4 -mustchpwd yes

Para redefinir a senha de vários usuários como uma senha comum e forçá-los a alterar as senhas da próxima vez que fizerem logon na rede, digite:

dsmod user “CN=Don Funk,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Denise Smith,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com” -pwd A1b2C3d4 -mustchpwd yes

Para desabilitar várias contas de usuário ao mesmo tempo, digite:

dsmod user “CN=Don Funk,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Denise Smith,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com” -disabled yes

Para converter o caminho de perfil de vários usuários em um caminho comum utilizando o símbolo $username$, digite:

dsmod user “CN=Don Funk,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com” “CN=Denise Smith,CN=Users,DC=Microsoft,DC=Com” -profile \users\$username$\profile

dsmod quota

Modifica atributos de uma ou mais especificações de cota existentes no diretório.

Sintaxe

dsmod quota DN_Da_Cota … [-qlimit Valor] [-desc Descrição] [{-s Servidor | -d Domínio}] [-u Nome_Do_Usuário] [-p {Senha | *}] [-c] [-q] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDCota

Especifica os nomes distintos de uma ou mais especificações de cota a serem modificadas. Se algum valor for omitido, ele será obtido pela entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-qlimitValor

Especifica o número de objetos na partição de diretório que podem ser possuídos pelo objeto de segurança ao qual o objeto de cota é atribuído. Para especificar uma cota ilimitada, utilize -1.

-descDescrição

Especifica a descrição da especificação de cota que você deseja modificar.

{-s Servidor | -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Raquel)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Raquel)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Especifica o modo de operação contínua. Os erros são relatados, porém, o processo continua com o próximo objeto na lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino. Se o -c não for utilizado, o comando será interrompido após o primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Dsmod quota só oferece suporte a um subconjunto de atributos de classe de objeto usados com freqüência.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=DC2,OU=Controladores domínio,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você utilizar diversos valores para uma opção, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).
  • O Dsmod não oferece suporte à adição de objetos de segurança de uma floresta em grupos localizados em outra floresta quando as duas florestas forem associadas por uma relação de confiança de floresta. Você pode usar o snap-in Usuários & Computadores do Active Directory para adicionar objetos de segurança a uma relação de confiança de floresta.

Exemplos

Para alterar para 100 o valor do limite de uma cota denominada DN1, digite:

dsmod quota DN1 -qlimit 100

dsmod partition

Modifica os atributos de uma ou mais partições existentes no diretório.

Sintaxe

dsmod partition DN_Da_Partição … [-qdefault Valor] [-qtmbstnwt Percentual] [{-s Servidor | -d Domínio}] [-u Nome_Do_Usuário] [-p {Senha | *}] [-c] [-q] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDPartição

Especifica os nomes distintos de uma ou mais partições de diretório a serem modificadas. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-qdefaultValor

Determina que a cota padrão da partição de diretório será Valor. A cota padrão será aplicável a qualquer objeto de segurança (usuário, grupo, computador ou inetOrgPerson) que possui um objeto na partição de diretório, se não existir nenhuma especificação de cota que abranja o objeto de segurança. Digite -1 para especificar uma cota ilimitada.

-qtmbstnwtPorcentagem

Necessário. Define a porcentagem a ser deduzida da contagem do objeto <b>marcar para exclusão</b> no cálculo da utilização de cota. A porcentagem é especificada por Porcentagem e deve estar entre 0 e 100. Por exemplo, um valor de 25 significa que um objeto desabilitado conta como 25% de um objeto normal ao calcular o uso da cota. Se uma cota de 100 está atribuída ao usuário, ele pode possuir no máximo 100 objetos normais ou 400 objetos desabilitados no Active Directory.

{-s Servidor | -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNome_do_usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Raquel)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Raquel)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-c

Relata erros, mas continua com o próximo objeto da lista de argumentos quando são especificados vários objetos de destino (modo de operação contínua). Sem essa opção, o comando é encerrado no primeiro erro.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Este comando só oferece suporte a um subconjunto de atributos de classe de objeto usados com freqüência.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, coloque o texto entre aspas (por exemplo, “CN=DC2,OU=Controladores domínio,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • A cota padrão se aplica a qualquer objeto de segurança (por exemplo, usuário, grupo, computador ou InetOrgPerson) que crie um objeto na partição de diretório quando não houver especificação de cota que englobe o objeto de segurança.
  • A cota padrão de determinada partição de diretório é um atributo (isto é, ms-DS-Default-Quota) de um recipiente especial de classe ms-DS-Quota-Container, conforme especificado por CN=NTDS Quotas,<DirectoryParitionRootDN>.
  • O peso da cota marcar para exclusão de determinada partição de diretório (definida com a opção -qtmbstnwt) é um atributo (ou seja, ms-DS-Tombstone-Quota-Factor) de um recipiente especial de classe (ou seja, ms-DS-Quota-Container), conforme especificado por CN=NTDS Quotas,<DirectoryPartitionRootDN>.
  • O Dsmod não oferece suporte à adição de objetos de segurança de uma floresta em grupos localizados em outra floresta quando as duas florestas forem associadas por uma relação de confiança de floresta. Você pode usar o snap-in Usuários & Computadores do Active Directory para adicionar objetos de segurança a uma relação de confiança de floresta.

Exemplos

Para alterar para 1000 o valor do limite da cota padrão de uma partição de diretório denominada NC1, digite:

dsmod partition NC1 -qdefault 1000

***

Dsmove

Move um objeto único, dentro de um domínio, de seu local atual no diretório para um novo local, ou renomeia um objeto único sem movê-lo na árvore de diretórios.

Sintaxe

dsmove ND_Objeto [-newname Novo_Nome] [-newparent ND_Pai] [{-s Servidor | -d Domínio}] [-u Nome_do_Usuário] [-p {Senha | *}] [-q] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

NDObjeto

Obrigatório. Especifica o nome distinto do objeto a ser movido ou renomeado. Se algum valor for omitido, ele será obtido através da entrada padrão (stdin) para oferecer suporte ao pipe de saída de outro comando para entrada deste comando.

-newnameNovo_NDR

Renomeia o objeto com um novo nome distinto relativo.

-newparentND_Pai

Especifica o novo local para onde o objeto deverá ser movido. O novo local é especificado como o nome distinto do novo nó pai.

{-s Servidor | -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-uNomeDoUsuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Raquel)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Raquel)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Raquel@widgets.microsoft.com)

-p {Senha | *}

Especifica o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Para mover um objeto entre domínios, consulte a ferramenta da linha de comando Movetree em Instalar Ferramentas de Suporte do Windows.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, utilize o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Mike Danseglio,CN=Usuário,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).

Exemplos

Para alterar o nome do objeto de usuário Kim Akers para Kim Ralls, digite:

dsmove “CN=Kim Akers,OU=Sales,DC=Microsoft,DC=Com” -newname “Kim Ralls”

Para mover Kim Akers da organização Sales para a organização Marketing, digite:

dsmove “CN=Kim Akers,OU=Sales,DC=Microsoft,DC=Com” -newparent OU=Marketing,DC=Microsoft,DC=Com

Para combinar as operações de renomear e mover, digite:

dsmove “CN=Kim Akers,OU=Sales,DC=Microsoft,DC=Com” -newparent OU=Marketing,DC=Microsoft,DC=Com -newname “Kim Ralls”

***

Dsquery

Faz consultas ao Active Directory de acordo com critérios especificados. Cada um dos comandos do dsquery relacionados a seguir localiza objetos de um tipo de objeto específico, com exceção do dsquery *, que pode localizar qualquer tipo de objeto:

dsquery computer

Localiza computadores no diretório que corresponda aos critérios de pesquisa especificados.

Sintaxe

dsquery computer [{Nó_Inicial| forestroot | domainroot}] [-o {dn | rdn | samid}] [-scope {subtree | onelevel | base}] [-name Nome] [-desc Descrição] [-samid Nome_SAM] [-inactive Número_de_Semanas] [-stalepwd Número_de_Dias] [-disabled] [{-s Server| -d Domain}] [-u Nome_do_Usuário] [-p {Senha|*}] [-q] [-r] [-gc] [-limit Número_de_Objetos] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

{Nó_Inicial| forestroot | domainroot}

Especifica o nó em que a pesquisa começará. É possível especificar a raiz da floresta (forestroot), a raiz do domínio (domainroot) ou um nome distinto do nó (Nó_Inicial). Se forestroot for especificado, a pesquisa será realizada com o uso do catálogo global. O valor padrão é domainroot.

-o {dn | rdn | samid}

Especifica o formato em que a lista de entradas encontradas pela pesquisa será exibida. Um valor dn exibe o nome distinto de cada entrada. Um valor rdn exibe o nome distinto relativo de cada entrada. Um valor samid exibe o nome de conta SAM de cada entrada. Por padrão, será usado o formato dn.

-scope {subtree | onelevel | base}

Especifica o escopo da pesquisa. Um valor subtree indica que o escopo é uma subárvore com raiz no nó inicial. Um valor onelevel indica os filhos imediatos somente do nó inicial. Um valor base indica o objeto único representado pelo nó inicial. Se forestroot for especificado como Nó_Inicial, a subárvore será o único escopo válido. Por padrão, será usado o escopo de pesquisa subtree.

-name Nome

Procura os computadores cujos atributos de nome (valor do atributo CN) correspondam a Nome. Por exemplo, “jan*” ou “*ete” ou “j*te”.

-desc Descrição

Procura os computadores cujo atributo de descrição corresponda a Descrição. Por exemplo, “jan*” ou “*ete” ou “j*te”.

-samid Nome_SAM

Procura computadores cujo nome de conta SAM corresponda a Nome_SAM.

-inactive Número_de_Semanas

Procura por todos os computadores que tenham ficado inativos (desatualizados) pelo número de semanas especificado.

-stalepwd Número_de_Dias

Procura por todos os computadores que não tenham alterado suas senhas pelo número de dias especificado.

-disabled

Procura por todos os computadores cujas contas estejam desabilitadas.

{-s Servidor |-dDomínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador fica conectado ao controlador de domínio no domínio de logon.

-u Nome_do_Usuário

Especifica o nome usado pelo usuário para fazer logon em um servidor remoto. Por padrão, -u utiliza o nome de usuário com o qual o usuário fez logon. Qualquer um dos formatos a seguir pode ser utilizado para especificar um nome de usuário:

  • nome do usuário (por exemplo, Linda)
  • domínio\nome do usuário (por exemplo, widgets\Linda)
  • UPN (nome principal do usuário) (por exemplo, Linda@widgets.microsoft.com)

-p {Senha|*}

Determina o uso de uma senha ou de um * para fazer logon em um servidor remoto. Se você digitar *, deverá fornecer uma senha.

-q

Elimina toda a saída para a saída padrão (modo silencioso).

-r

Especifica que a pesquisa usará a recursividade ou seguirá referências ao ser efetuada. Por padrão, a pesquisa não seguirá referências ao ser efetuada.

-gc

Especifica que a pesquisa usará o catálogo global do Active Directory.

-limit Número_de_Objetos

Especifica o número de objetos correspondentes aos critérios especificados e que deverão ser apresentados. Se o valor de Número_de_Objetos for 0, serão apresentados todos os objetos correspondentes. Se esse parâmetro não for especificado, por padrão, serão exibidos os 100 primeiros resultados.

{-uc | -uco | -uci}

Especifica que os dados de saída ou de entrada sejam formatados em Unicode. A tabela a seguir lista e descreve cada formato.

 

Valor Descrição
-uc Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe ou saída para um pipe (|).
-uco Especifica um formato Unicode para saída para um pipe (|) ou para um arquivo.
-uci Especifica um formato Unicode para entrada de um pipe (|) ou para um arquivo.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Comentários

  • Os resultados de uma pesquisa dsquery podem ser encaminhados em pipe como entrada para outras ferramentas de linha de comando do serviço de diretório, como dsget, dsmod, dsmove ou dsrm.
  • Se um valor fornecido contiver espaços, utilize o texto entre aspas (por exemplo, “CN=Mike Danseglio,CN=Usuários,DC=Microsoft,DC=Com”).
  • Se você fornecer diversos valores para um parâmetro, use espaços para separá-los (por exemplo, uma lista de nomes distintos).

Exemplos

Para localizar todos os computadores no domínio atual cujos nomes comecem por “ms” e cujas descrições comecem por “desktop” e exibir seus nomes distintos, digite:

dsquery computer domainroot -name ms* -desc desktop*

Para localizar todos os computadores na unidade organizacional indicada por OU=Sales,dc=microsoft,DC=Com e exibir seus nomes distintos, digite:

dsquery computer OU=Sales,DC=Microsoft,DC=Com

dsquery contact

Localiza contatos no diretório que correspondam aos critérios de pesquisa especificados.

Sintaxe

dsquery contact [{Nó_Inicial| forestroot | domainroot}] [-o {dn | rdn}] [-scope {subtree | onelevel | base}] [-name Nome] [-desc Descrição] [{-s Servidor| -d Domínio}] [-u Nome_do_Usuário] [-p {Senha| *}] [-q] [-r] [-gc] [-limit Número_de_Objetos] [{-uc | -uco | -uci}]

Parâmetros

{Nó_Inicial| forestroot | domainroot}

Especifica o nó em que a pesquisa começará. É possível especificar a raiz da floresta (forestroot), a raiz do domínio (domainroot) ou um nome distinto do nó (Nó_Inicial). Se forestroot for especificado, a pesquisa será realizada com o uso do catálogo global. O valor padrão é domainroot.

-o {dn | rdn}

Especifica o formato em que a lista de entradas encontradas pela pesquisa será exibida. Um valor dn exibe o nome distinto de cada entrada. Um valor rdn exibe o nome distinto relativo de cada entrada.

-scope {subtree | onelevel | base}

Especifica o escopo da pesquisa. Um valor subtree indica que o escopo é uma subárvore com raiz no nó inicial. Um valor onelevel indica os filhos imediatos somente do nó inicial. Um valor base indica o objeto único representado pelo nó inicial. Se forestroot for especificado como Nó_Inicial, a subárvore será o único escopo válido. Por padrão, será usado o escopo de pesquisa subtree.

-name Nome

Procura os contatos cujos atributos de nome (valor do atributo CN) correspondam a Nome. Por exemplo, “jan*” ou “*ete” ou “j*te”.

-desc Descrição

Procura os contatos cujo atributo de descrição corresponda a Descrição. Por exemplo, “jan*” ou “*ete” ou “j*te”.

{-s Servidor| -d Domínio}

Estabelece conexão com um domínio ou servidor remoto especificado. Por padrão, o computador é conectado com o controlador de domínio no domínio de logon.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s